• LinkedIn Social Icon
  • Facebook Clean Grey
  • LinkedIn Clean Grey

Rebimboca agência de comunicação e produção de conteúdo

Rio de Janeiro - Brasil

© 2019  Rebimboca Comunicação

Dicas para alugar carro no exterior sem se aborrecer

 

Alugar um carro no exterior pode ser – desculpem pelo trocadilho tão óbvio quanto irresistível – uma mão na roda. Nem tanto para aquelas viagens ou trechos em grandes cidades, onde quase sempre é muito melhor usar o transporte coletivo ou táxis. Mas se você pretende visitar locais no interior, um automóvel pode aumentar consideravelmente a sua autonomia, dar maior flexibilidade de horários e roteiros e, de quebra, dividindo as despesas do carango com outras pessoas, pode sair até mais barato. Antes de partir, porém, é importante se informar sobre o que é necessário para poder circular sem aborrecimentos. A seguir, 9 dicas úteis sobre o assunto.

 

1. Idade mínima.

Nos EUA e na União Europeia, é preciso ter, pelo menos, 25 anos para poder retirar um carro em uma locadora e, dependendo do país, esse limite pode variar. Como isso não está relacionado a uma lei, mas sim a estatísticas de acidentes, algumas locadoras aceitam que o motorista seja mais jovem, desde que pague uma taxa a mais por isso (mais ou menos como fazem as seguradoras aqui no Brasil). Em outras, esse limite está relacionado ao tipo de veículo disponível – modelos maiores ou de luxo podem ser restritos a idades ainda maiores. Vale consultar tudo isso com antecedência.

 

 

2. Habilitação

Para dirigir em países do Mercosul, basta que você tenha uma Carteira Nacional de Habilitação (CNH) válida. Para percorrer vários países, no entanto, é preciso ter uma autorização para Circulação no Mercosul (ACM), que é emitida pela locadora e, também, uma Carta Verde – que é uma apólice de seguro especial e cujo custo varia de acordo com o tempo e o percurso da viagem. É possível contratar esse seguro com antecedência, com um corretor, em algumas locadoras e, pagando mais caro, geralmente próximo às aduanas também. Na América do Sul, a maioria das locadoras não permite que você vá mais de 50 km além da fronteira do país em que alugou o carro.

Nossa CNH é também aceita nos EUA, à exceção do estado da Geórgia. Para guiar lá, será necessário levar uma Permissão Internacional para Dirigir (PID), que é relativamente fácil de obter aqui. No Detran do Rio, por exemplo, basta pagar uma taxa de R$ 144,68 e apresentar alguns documentos documentos (veja aqui). Embora não seja obrigatória na Europa, ter uma PID nas estradas de lá pode evitar aborrecimentos.

 

3 – Cartão de crédito

Você vai precisar obrigatoriamente de um cartão de crédito em seu nome, válido e com limite suficiente para cobrir a caução pelo aluguel do carro. Esse valor é devolvido (estornado) após a devolução do veículo.

 

4 – É comum alugar um carro em uma cidade – ou até país – e devolver em outra, mas vale confirmar isso com antecedência. Geralmente, há uma taxa extra (de retorno) nesses casos.

 

5 – Quilometragem livre ou restrita?

A menos que você tenha certeza sobre a distância que irá percorrer, é recomendável optar pelo sistema de quilometragem livre. Assim você terá mais liberdade para fugir do roteiro ou estender a viagem, sem ter de pagar multas ou taxas caras para isso.

 

6 – Seguro

Aqui não vale a pena economizar. Escolha sempre a apólice com a maior cobertura possível e evite problemas em caso de acidentes e outros imprevistos.

 

7 – Abastecimento na entrega

Em muitas locadoras, você poderá optar entre entregar o carro com o tanque cheio (como o retirou) ou pagar pelo serviço de reabastecimento. Contratar esse serviço com antecedência pode ser vantajoso, pois geralmente as empresas cobram mais caro se o carro é devolvido com o tanque vazio sem esse item no contrato. Outra opção, claro, é você mesmo parar num posto antes de fazer a devolução.

 

8 – Examine bem o carro

Quando receber o carro, faça uma boa vistoria nele antes de pegar a estrada. Veja se não há riscos na pintura, pequenos amassados e danos e se todos os acessórios descritos estão mesmo no veículo. Assim você evitará cobranças indevidas na hora da entrega.

 

9 – Alugar com antecedência custa menos

Se você reservar o aluguel do carro ainda aqui no Brasil usando o seu cartão de crédito, o valor gasto não será acrescido da alíquota de 6,38% de IOF cobrado para operações no exterior. Empresas como a plataforma Rentacrs.com e locadoras com representação em nosso país aceitam também o pagamento por boleto bancário, com desconto – com a vantagem de preservar o limite do cartão de crédito para despesas lá fora.

 

Fontes: Rentcars.com, mercosur.int e Detran RJ

Please reload

Posts Em Destaque

Carros elétricos: o que falta para vê-los nas ruas brasileiras?

November 2, 2018

1/2
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo