top of page

Acidente deixa título mais distante para Camilo

Cesar Ramos faz muitas ultrapassagens e poucos pontos


Por Alexandre Kacelnik / fotos Carsten Horst e Vanderlei Soares/Hyset



Cascavel (PR), 26 de novembro - O título da temporada ficou mais distante para Thiago Camilo. Um acidente no início da segunda corrida da penúltima etapa de 2023, disputada hoje em Cascavel (PR), tirou a chance de o piloto do Toyota número 16 da Ipiranga Racing se aproximar do líder Gabriel Casagrande. Mesmo largando em 24º, em função da chuva que jogou os favoritos ao título para o fim do grid na classificação, sábado, Camilo chegou em 15º na primeira corrida, três posições à frente de Casagrande, que largou em 26º, e poderia diminuir ainda mais a diferença na corrida 2. Mas espremido entre Denis Navarro e Felipe Fraga, acabou sendo tocado pelos dois adversários. Teve o capô levantado e a frente do carro danificada, sendo obrigado a voltar ao box, onde ficou constatado que não seria possível continuar.


Camilo e o companheiro de equipe, Cesar Ramos, foram os pilotos mais rápidos do fim de semana. Na sexta-feira, no primeiro treino livre, Cesar Ramos liderou com uma volta de 1min02s896. No sábado de manhã, ainda com pista seca, Camilo foi o mais rápido com 1min02s806. A única sessão disputada com pneus de chuva no fim de semana foi a classificação.


Cesinha largou em 23º e quando acabou a janela de pit stops estava em 13º. A troca do pneu dianteiro esquerdo fez o carro perder rendimento e Cesar não conseguiu manter o ritmo de ultrapassagens que vinha tendo até a parada, acabando a primeira corrida em 13º.


Largou nessa posição na corrida 2, pensando em parar no início da janela de pit stops e trocar os dois pneus do lado direito, para equilibrar o carro. Entrou no pit em 14º, e quando voltou estava em 21º, faltando 11 minutos para o fim da corrida. O piloto do Toyota número 30 voltou virando pelo menos meio segundo por volta mais rápido que os carros que estavam à sua frente, e ultrapassou Cacá Bueno, Guilherme Salas, Nelsinho Piquet, e Gabriel Casagrande, recebendo a bandeira quadricula em 16º lugar.





“É triste em um fim de semana onde tínhamos condições para brigar pela vitória sairmos com tão poucos pontos. De onde largamos e com o problema da perda de rendimento na corrida 1, foi o melhor possível. Mas a equipe mostrou mais uma vez que temos performance para andar na frente. Esse ano os resultados não estiveram à altura do nosso potencial, mas não acabou, vamos para Interlagos mirando o pódio”, disse Cesar.

Thiago Camilo está em quarto lugar no campeonato, a 36 pontos de Gabriel Casagrande. É o único representante da Toyota entre os cinco primeiros. Em Interlagos, no fim de semana de 17 de dezembro, estarão em jogo 56 pontos (2 pela pole position, 30 pela vitória na corrida 1 e 24 pela vitória na corrida 2).

Campeonato


1 – Gabriel Casagrande – Chevrolet - 286 pontos

2 – Daniel Serra – Chevrolet - 271 pontos

3 – Felipe Fraga – Chevrolet - 253 pontos

4 – Thiago Camilo – Toyota - 250 pontos

5 – Rafael Suzuki – Chevrolet – 243 pontos

Comentários


Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
bottom of page