top of page

Novo Range Rover Sport chega por quase um milhão

Por Henrique Koifman 28/10/2022


A Land Rover apresentou esta semana, em São Paulo, a nova geração do Range Rover Sport, opção mais barata do SUV mais luxuoso de sua linha (nas fotos). Ela chega ao Brasil custando a partir de R$ 953.950,00 – preço da versão D350 MHEV Dynamic SE, com motor diesel 3.0 de 6 cilindros em linha. A mais cara, P530 First Edition. Traz um V8 a gasolina de 4.4 litros e custa R$ 1.125.950,00. Escrevo essas cifras e, às vezes, tenho a impressão de que saí da editoria de automóveis e fui para a de imóveis. É, com essa grana, o leitor compraria com certa facilidade um apartamento de três quartos em um edifício um pouco mais antigo na valorizada Zona Sul carioca.



Nada contra o novo SUV, que fique claro. O comentário é simples constatação, mesmo. A Land Rover, que nasceu como fabricante daqueles jipes indestrutíveis e relativamente acessíveis no pós-Segunda Guerra, final dos anos 1940, e se consagrou fazendo e vendendo veículos utilitários que eram muito usados pelo serviço público – como carros de apoio, guinchos, ambulância, patrulha de reservas florestais, forças armadas etc. –, além de fazendeiros e aventureiros em geral (não obrigatoriamente ricos), há tempos migrou para outro patamar.


Um segmento que, se é certamente mais lucrativo, também implica doses muito maiores de investimento em tecnologia, design e inovação de um modo geral. Sim, fazer carros caros custa muito caro, algo óbvio, mas que vale mencionar.


Escrevi lá no começo que o Range Rover Sport é a opção mais barata do modelo mais caro da marca. Isso porque o Range Rover (sem “sport”) topo de linha, também disponível no Brasil, tem preços ainda mais altos, que partem do R$ 1,3 milhão ultrapassam o R$ 1,6 milhão.


É até difícil imaginar alguém colocando um apartam… quer dizer, um carro desses em uma estrada ruim, na lama, mas fazendo jus a suas origens, todos eles se saem muitíssimo bem nesse tipo de situação, com sistemas que praticamente guiam o SUV sozinhos por pedaços difíceis do trajeto. Ou seja, têm preço de apartamento e são provavelmente a melhor maneira do mundo para chegar no sítio por terra.


NOVO RANGE ROVER SPORT – FICHA TÉCNICA

Motor

Versão a diesel:

Seis cilindros em linha TwinTurbo, 24 válvulas; 2.997 cilindradas (3.0), controle eletrônico; injeção direta

Potência: 350 cv, torque 71,4 kgfm

Aceleração de 0 a 100 km/h em 5,9 segundos

Velocidade máxima 234 km/h

Peso: 2.435 kg

Versão a gasolina:

V8 TwinTurbo, 32 válvulas, 4.395 cilindradas (4.4); controle eletrônico; injeção direta

Potência: 530 cv. torque 76,5 kgfm

Aceleração de 0 a 100 km/h em 4,5 segundos

Velocidade máxima 250 mk/h

Peso: 2.505 kg



Dados comuns às duas opções:

Câmbio automático com oito velocidades

Rodas e pneus – 285/45R22 / 285/40R23 (opcional)

Tração 4x4 permanente

Suspensão

dianteira SLA Double Wishbone com eixo giratório virtual e braço inferior dividido

traseira 5-link axle

Dimensões externas (em mm):

Comprimento total 4.946, Largura total (espelhos abertos) 2.209, Altura total 1.820, 2.209, Entre eixos, Raio de giro (metros) 10,95

Dimensões internas

Capacidade do porta-malas (litros) Atrás 1° fila: 1.860; Atrás 2° fila: 835

Capacidade no off-road: (Suspensão no modo off-road) Ângulo de ataque (graus) 33 Ângulo de saída (graus) 30 Ângulo de ruptura de rampa (graus) 26.9 Profundidade máxima (mm) 900 Altura livre do solo (mm) 281



Comentários


Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
bottom of page